Proteção Veicular: Veja como funciona e como contratar

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
ampla-brasil-proteção-veicular-veja-como-funciona

Para quem compra qualquer veículo, uma das principais preocupações deve ser em relação à segurança. As opções mais convencionais são o seguro automóvel e o seguro moto.

Atualmente, outra opção é a proteção veicular. Que tal saber mais sobre essa solução? Vale a pena entender se ela é mais vantajosa que o seguro tradicional. Na verdade, as duas opções têm vantagens e desvantagens; e é importante compará-las para você decidir. Leia nosso post e tire suas conclusões!

O que é proteção veicular?

Embora tenha se popularizado bastante nos últimos anos, a proteção veicular não é uma novidade: ela já é usada há muitos anos pelos motoristas de caminhão.

Ela é mais econômica e menos burocrática que o seguro automóvel e que o seguro moto. A proteção veicular garante as mesmas coberturas do seguro, ou seja, roubos/furtos, colisões, incêndios, acidentes envolvendo terceiros.

Como funciona a proteção veicular?

O sistema se baseia em rateio, que é a divisão proporcional dos valores entre todos os membros. E como acontece essa divisão proporcional?

Sistema de rateio

Geralmente, estipula-se um determinado valor, chamado cota, para um valor referente ao bem. Para deixar mais claro, vamos exemplificar.

Digamos que você tenha um carro cujo valor de mercado seja R$ 35 mil. Cada cota custa R$ 30,00 para cada R$ 25 mil. Para quem tem um veículo que custa R$ 25 mil, ele deverá assumir somente uma cota, ou seja, R$ 30,00.

O seu carro, no entanto, custa R$ 35 mil. Você, portanto, assume mais de uma cota — mais precisamente, 1,4 cota, que equivale a R$ 42,00 (quase uma cota e meia, que corresponde a R$ 45,00). Esses resultados podem ser obtidos por meio de regras de três simples.

Assim funciona o rateio. Cada um paga uma mensalidade conforme o valor de seu veículo. A soma de todas as mensalidades forma o fundo comum. Caso o carro de um membro sofra algum sinistro, a indenização para cobrir o sinistro é retirada desse fundo comum.

Como não é possível prever os sinistros, o valor das indenizações varia, podendo haver meses em que não seja necessário fazer nenhuma indenização.

Coberturas

A proteção veicular oferece coberturas amplas:

Como contratar a proteção veicular?

A contratação da proteção veicular envolve menos burocracia que a dos seguros. A Ampla não faz análise de perfil, nem consulta ao SPC/Serasa, nem faz consulta ao CEP. Um dos grandes diferenciais da Ampla é que ela é a única associação com decisão federal regulamentando sua atuação (embora isso não seja obrigatório).

No caso do seguro automóvel ou do seguro moto, há análise de perfil e consulta ao SPC/Serasa. O preço da apólice depende de critérios como:

  • idade do condutor principal (mais jovens tendem a pagar mais caro);
  • modelo, ano e marca do veículo;
  • local onde o proprietário mora (é necessário consultar o CEP para avaliar o nível de segurança da região);
  • existência ou não de garagem para guardar o veículo;
  • finalidade de uso do veículo.

O que acha agora? Análise e decida qual das opções é mais vantajosa para seu caso. As exigências do seguro convencional estão relacionadas a um gerenciamento de riscos (quanto maiores os riscos da seguradora, maior o preço da apólice). A proteção veicular é mais flexível em relação a isso.

Você tem interesse em conhecer mais sobre a Ampla e suas soluções? Então, aproveite para seguir a gente no Facebook e no Instagram! Nessas redes sociais, você terá mais informações sobre nosso trabalho.

Procurando proteção veicular ou residencial? Entre agora em contato:





Comentários no Facebook