Principais dúvidas sobre proteção veicular

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
ampla-brasil-seguro-veicular-principais-duvidas

Asian woman calling repairman or insurance staff to fix a car engine problem on a local road – people with car problem transportation concept

Ter mais tranquilidade no dia a dia exige que você tenha algum tipo de cobertura para o seu veículo. Apesar de o seguro veicular ser muito conhecido, ele não é a única opção para resguardar seu veículo. Também é possível contar com a proteção veicular — a qual, inclusive, oferece reúne diversas vantagens bem interessantes.

No entanto, muita gente ainda tem dúvidas sobre esse modelo de contratação e o que o torna tão interessante. Por isso, o ideal é responder a essas questões para poder atuar da melhor maneira.

A seguir, veja quais são as maiores dúvidas a respeito da proteção veicular e veja como ela se compara com o seguro de carros!

Proteção e seguro veicular são a mesma coisa?

A pergunta mais comum envolve a relação dessa modalidade com o seguro de carros. Embora o objetivo seja garantir cobertura em diversas situações, o funcionamento é diferente.

O seguro veicular é, principalmente, uma alternativa em que é necessário pagar pelo risco. O custo depende das chances que você apresenta de gerar um sinistro. Com isso, o custo é mais caro.

Já a proteção veicular se concentra nos custos efetivamente apurados em determinado período. Com isso, você divide o risco com todos os outros associados, o que torna a opção em conta.

A proteção veicular exige análise de perfil como o seguro de carros?

Inclusive, essa questão do risco faz com que a seguradora divida os segurados em grupos, de acordo com as suas características. Dependendo da idade do condutor, do uso do veículo, do tempo de habilitação, do veículo e de outros fatores, a apólice fica mais cara — ou pode até ser negada.

Com a proteção veicular, não existe análise de perfil. Todos podem se associar livremente e obter os benefícios associados.

Como é feita a contratação?

Para contratar essa proteção, basta escolher a responsável e fazer uma cotação. Seu veículo passa por uma avaliação com base na Tabela Fipe e, dependendo do valor, você recebe um número que indica a proporcionalidade no rateio. Como carros mais caros geram custos maiores, o pagamento do rateio é proporcionalmente maior.

Também é preciso pagar uma taxa de adesão para a realização de inspeção e a documentação. Algumas horas após a inspeção do veículo, o seu automóvel estará protegido.

Quais são as coberturas oferecidas?

Em relação às situações cobertas, a proteção veicular oferece um apoio semelhante ao seguro de carros. Em geral, é possível receber indenização em caso de:

  • roubo;
  • furto;
  • colisões;
  • acidentes com terceiros e
  • ocorrências causadas pela natureza.

Contudo, é importante conferir as regras previstas no contrato, de modo a estabelecer total transparência.

O que acontece quando ocorre um sinistro?

Se você contratar a proteção veicular e sofrer um sinistro, é essencial fazer o devido registro, como um Boletim de Ocorrência. Em alguns casos, é preciso contar com testemunhas.

Com as informações adequadas, basta entrar em contato com a organização responsável. A equipe de atendimento prestará todo o suporte e indicará o que é necessário fazer.

O pagamento das despesas acontece coletivamente, na forma de rateio. Todos os gastos de determinado período são divididos, proporcionalmente, entre os participantes.

A proteção veicular é uma ótima alternativa ao seguro de carros — inclusive, por ser mais barata. Com todas as dúvidas esclarecidas sobre esse assunto, é possível contratar com bastante tranquilidade e aproveitar todos os benefícios.

Gostou dessas informações? Há muito mais esperando você nas redes sociais! Curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram para ficar por dentro.

    Procurando proteção veicular ou residencial? Entre agora em contato: